E Você, Proprietário, sabe o que diz a Lei sobre Exclusividade, Contrato e Divulgação dos Imóveis?


Hoje em dia o trabalho dos Corretores que queiram realmente caminhar dentro da Lei, fazendo o que está mais certo para o Cliente e para si mesmo, está sendo dificultado pelos maus hábitos que viraram rotina no mercado imobiliário brasileiro. O sitema COFECI-CRECI (respectivamente Conselho Federal dos Corretores de Imóveis e Conselho Regional dos Corretores de Imóveis) já deliberou a respeito, mas fiscalizar um mundo tão vasto de forma total ainda está longe de acontecer , infelizmente para todos os involvidos. Sim, infelizmente. Pois estes maus hábitos só trazem aborrecimentos, dificultam o trabalho, criam um clima de competição onde deveriamos só ver colaboração e parceria. Afinal, sempre hávera um outro imovel, sempre terá um fluxo infinito de negociações. Os Proprietários foram enganados tempo atrás, com a falsa informação que dar Exclusividade a um Corretor é algo ruim, que diminui as possibilidades de venda, e aumenta o tempo necessário para finalizar o negócio. Foram enganados com a conversa de que o imóvel teria menor visibilidade. E isso foi feito por quem nem sequer entendeu o que é um real Contrato de Exclusividade e como as Imobiliárias do mundo Inteiro lidam com ele. Queremos aqui esclarecer este mal entendido de uma vez por todas, mesmo sabendo que ainda iremos encontrar quem opere na contramão e contra o que a lei estabelece. Eis aqui as PERGUNTAS FREQUENTES (FAQ) E AS ARGUMENTAÇÕES USADAS POR QUEM NÃO ENTENDEU OS BENEFICIOS TOTAIS DO CONTRATO DE EXCLUSIVIDADE. 1- Contrato de Exclusividade diminui a visibilidade do meu Imóvel? Não. O contrato de exclusividade não impede que seu imóvel seja divulgado por várias imobiliárias parceiras ao mesmo tempo. O proprietário indicará para eventuais outros Corretores o Corretor com Exclusividade, para parceria. Será realizado um contrato de parceria para cada um deles. ( a parceria no caso é 50%) 2- Qual é a vantagem de eu dar esclusividade? O Contrato de exclusividade é uma obrigação para o proprietário que queira ver seu imóvel anunciado dentro da Lei. As vantagens são inumeras: a- o Proprietário escolhe seu Corretor de confiança, assina com ele um Contrato de Consultoria e Exclusividade, estabelece com ele todas as regras para a negociação, a agenda das visitas , os limites, os horários para ligações e feed back e só lidará com ele. Não será incomodado com outras ligações, com outras pessoas querendo marcar visitas, e com outras pessoas necessitando saber muitas informações.

b- O imóvel será negociado ou anunciado por TODOS os parceiros com o mesmo valor, não haverá pregão do seu imóvel como acontece quando as imobiliárias que o trabalham são concorrentes ao invés de ser parceiras .

c- o Corretor preparará junto com o proprietário toda a papelada, documentação, certidões, levantamentos, que forem necessários para a finalização da venda; estes documentos serão liberados para consulta sob - demanda, na hora da negociação, e fornecidos sem mais incomodo para o proprietário. d- todas as visitas ao imóvel serão acompanhadas pelo Corretor com Exclusividade, que será o único a poder mostrar o imóvel , acompanhando também o Corretor Parceiro com o Cliente dele. e- toda e qualquer informação sobre o imóvel será fornecida a Clientes e Corretores Parceiros pelo Corretor com Exclusividade, que retornará o feed back depois das visitas para o Cliente. f- os anuncios do Imóvel terão um texto único, ou mais de um texto autorizado, e os Corretores Parceiros irão informar onde estão anunciando.

Veja o que diz a lei: http://www.cofeci.gov.br/arquivos/legislacao/1995/resolucao458_95.pdf

RESOLUÇÃO-COFECI N° 458/95 "Dispõe sobre a obrigatoriedade do destaque do registro profissional em documentos e anúncios publicitários, e também sobre o número do registro ou da incorporação imobiliária". O CONSELHO FEDERAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS- COFECI, no uso das atribuições que lhe confere o Artigo 16, Inciso XVII, da Lei n° 6.530, de 12 de maio de 1978, CONSIDERANDO a necessidade de se oferecer aos pretendentes a ofertas imobiliárias anunciadas a segurança de que, ao procurarem o anunciante, este realmente disponha de autorização exclusiva para intermediar as transações anunciadas; CONSIDERANDO que a divulgação pública das mesmas ofertas imobiliárias por diversos Corretores de Imóveis gera confusão no mercado, causando insegurança e desconfiança aos seus pretendentes; CONSIDERANDO a decisão adotada pelo Egrégio Plenário, na Sessão realizada dias 17 e 18 de novembro de 1995; R E S O L V E: Art. 1° - Somente poderá anunciar publicamente o Corretor de Imóveis, pessoa física ou jurídica, que tiver, com exclusividade, contrato escrito de intermediação imobiliária. Art. 2° - Dos anúncios e impressos constará o numero da inscrição de que fala o Artigo 4° da Lei n° 6.530/78, precedido da sigla CRECI, acrescido da letra "J" quando se tratar de pessoa jurídica. Art. 3° - Nos anúncios de loteamentos e imóveis em condomínios colocar-se-á em destaque, também, o número do registro ou da incorporação no respectivo cartório imobiliário. Art. 4° - Revogam-se expressamente as disposições contrárias, especialmente a ResoluçãoCOFECI n° 216/86, entrando em vigor esta Resolução nesta data. Brasília (DF), 15 de dezembro de 1995. WALDIR FRANCISCO LUCIANO Presidente RUBEM RIBAS Diretor 1º Secretário

 Posts em Destaque
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Wix Facebook page
  • Instagram